Eurofins Brasil >> Alimentos >> Micotoxinas

Micotoxinas

Sidebar Image

Análise de Micotoxinas

Micotoxinas são metabólitos de ocorrência natural, decorrentes da atividade de certas espécies de fungos, que se desenvolvem em ambientes de altas temperaturas e umidade. Este grupo de toxinas inclui um número variável de compostos com diferentes níveis de toxicidade e ocorrência em alimentos. A ingestão das toxinas pode causar doenças em humanos e animais. Algumas das toxinas são de conhecido efeito carcinogênico

O laboratório de Química de Contaminantes da Eurofins do Brasil oferece soluções analíticas de alta tecnologia e confiabilidade, garantindo resultados analíticos precisos.

Métodos Utilizados

  • Quantificação pela técnica de Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE/HPLC) com detecção por fluorescência (FLD) e derivatização pós-coluna eletroquímica com brometo.
  • Quantificação pela técnica de Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE/HPLC) com detecção por Arraste de Diodos (DAD).
  • Análise por LC-MS/MS multi-resíduo de amplo espectro, método rápido de excelente custo / benefício



Parâmetros e Matrizes

Os principais produtos nos quais podem ser ou já foram detectadas a presença de uma ou mais micotoxinas são:

  • Aflatoxinas B e G : amendoim, milho, arroz, castanhas, nozes, pistache, especiarias e condimentos, farelo de algodão entre outros.
  • Aflatoxina M1 : leite
  • Ocratoxina A : milho, cevada, aveia, café, vinho, suco de uva, etc.
  • Tricotecenos : trigo e produtos de trigo, aveia, cevada, milho.
  • Zearalenona : principalmente no milho.
  • Patulina : sucos de frutas, principalmente de maçã.
  • Fumonisinas : principalmente milho.